proposta_de_valor

Todas as marcas existem para oferecer ao cliente uma proposta de valor, ou seja, mostrar quais os benefícios que os consumidores têm ao utilizar a sua marca. Se a sua empresa ou marca ainda não definiram sua proposta de valor, esse post é para você! Vamos lhe ajudar a descobrir.

 

Comecemos pelo básico: a proposta de valor é diferente de preço do produto. O preço é o que é de fato pago em moeda. A proposta de valor é o benefício que o seu cliente está de fato comprando, seja a solução de um problema ou um produto que faz economizar algumas horas do dia dele, por exemplo. Por isso, um projeto de branding bem executado é ponto chave para encontrarmos a verdadeira proposta de valor do nosso negócio!

 

É justamente por conta do valor percebido que um produto ou serviço não precisa ser o mais barato para vender. Ou em outros casos, se posicione estrategicamente como mais barato fazendo com que o cliente não espere nada mais além do “mais barato”, ou seja, não espere um atendimento excelente e nem uma ótima qualidade de produto – estratégia muito utilizada por lojas de R$ 1,99.

 

A proposta de valor está sempre ligada à forma como a sua empresa se posiciona. Para definir a sua proposta de valor, você deve identificar os pilares da marca e analisar como ela é percebida pelo mercado. A proposta de valor é responsável por explicar como o seu produto ou serviço resolve o problema do seu cliente, quais os benefícios que se ganha utilizando o que você vende e qual é a diferenciação única que a sua marca tem perante o seu concorrente.

 

COMO CRIAR UMA PROPOSTA DE VALOR

 

Para lhe ajudar nesta tarefa, preparamos alguns passos para você seguir e conseguir melhor visualizar a sua proposta de valor.

 

1. QUEM É SEU PÚBLICO-ALVO?

 

Converse com seus clientes e entenda-os. Pergunte o que os motiva, analise a linguagem que eles utilizam, quais são os problemas e necessidades que eles possuem. Além disso categorize-os em faixa etária, escolaridade e os tipos de informações que consomem no dia-a-dia.

 

2. PENSE NO SEU COMPRADOR IDEAL

 

O comprador ideal virá da conversa do passo 1. Houve informações que se repetiram? Existem interesses que foram citados muitas vezes? Analisando esses dados você pode criar quem seria a sua persona, o seu público ideal.

 

3. CONCORRÊNCIA

 

Analise seus concorrentes, aqueles que entregam o mesmo produto ou serviço que você entrega. Porém tente enxergar qual a proposta de valor que eles se propõem entregar, você irá entregar a mesma ou irá se diferenciar?

 

4. OLHE PARA DENTRO DA EMPRESA

 

E qual é o benefício que você entrega? Às vezes o produto é exatamente o mesmo, porém você oferece, atendimento via chat online 24hs, frete gratuito, politica de devolução e troca sem complicações.

Com esses dados você poderá iniciar a criação da sua proposta de valor, que deve ser um texto curto, que ressalte os benefícios que seu cliente tem e o que a sua empresa de fato vende.

 

Gostou do artigo? Deixe seu comentário!