Não é novidade para ninguém que o perfil do consumidor brasileiro tem mudado rapidamente. Mais da metade da população brasileira já possui acesso à internet e o número de smartphones também cresce exponencialmente. O fato é que hoje o público está mais exigente e inegavelmente mais conectado. É, efetivamente, um caminho sem volta – e que está gerando, inclusive, alterações nos hábitos de consumo. Hoje em dia grande parte dos clientes faz pelo menos uma pesquisa básica na internet antes de comprar algum produto de tecnologia, por exemplo.

De olho nessa tendência o chamado Marketing de Conteúdo surgiu como uma opção mais adaptada ao novo processo de compra justamente por sua fórmula menos invasiva, com a habilidade de criar um laço mais forte com o consumidor. É claro que, a partir disso, as empresas começaram a identificar aí uma boa oportunidade para vender mais. Por exemplo: o surgimento de um blog passou a ser uma forma estratégica de atrair mais acessos ao site das marcas. O raciocínio é simples, porém eficaz: os materiais têm o objetivo de gerar leads e o E-mail Marketing aparece para nutrir os leads de conteúdos interessantes, para que efetuem a compra e virem clientes.

Mas Marketing de Conteúdo é mais do que isso. Existe um outro benefício que é comemorado pelas empresas.

Se for bem-feito, o Marketing de Conteúdo é altamente eficaz na construção da marca na medida em que estabelece um canal de relacionamento entre empresa e público. Esse estreitamento da relação trouxe maior relevância e autoridade para a empresa. Dessa forma, está criado um novo canal de relacionamento aberto, onde as marcas ganham um recurso a mais para alcançar os seus consumidores. O ganho é muito vantajoso porque, nesse modelo, não há mais a necessidade de intermediários para atingir o cliente. Agora a marca pode alcançá-lo e influenciá-lo de forma direta, isso tudo sem contar que há sempre a possibilidade de esse contato inicial ir avançando e, como resultado, a empresa conseguir fidelizar o consumidor na medida em que se torna capaz de interpretar melhor os desejos e anseios de seu público.

Há, ainda, um outro efeito, que também merece ser comemorado pelas marcas. É o que impulsiona a reputação e a imagem da empresa, efeito que ocorre porque é esperado que o lead transfira de alguma forma a relevância e importância do conteúdo que consome para a marca que o originou. Isso significa, na prática, que se o conteúdo de uma empresa auxiliou o lead a solucionar algum tipo de dificuldade que ele estava enfrentando (que tenha relação com o mercado), já se pode comemorar: a empresa conseguiu uma avaliação positiva perante esse lead.

Por isso é importante lembrar que, ao assumir uma estratégia de Marketing de Conteúdo eficiente, a marca está conseguindo mais do que aumentar suas vendas: ela está consequentemente elevando sua autoridade e reputação, que são peças-chave na conquista de novos clientes. Portanto, é nitidamente perceptível que a confiança ainda é fator muito importante para os consumidores na hora da compra, e a melhor forma de conquistá-la é por meio da construção de um relacionamento próximo e honesto.