boxx_alibaba

Com uma população com mais de 1 bilhão de pessoas, a China é a grande tendência do mercado mundial neste início de século. Não só por isso, empresas chinesas tem se destacado a ponto de surgirem como referências para o mundo todo, seja na expansão de seus negócios, seja na credibilidade que vem conquistando.
Uma dessas empresas é a gigante Alibaba, um grupo que vem adquirindo sucesso e influenciando investidores no mundo todo.
Saiba mais sobre o grupo e veja como sua metodologia de branding pode influenciar numa mudança de rumos modificando completamente o cenário atual.

Alibaba e o branding

Concentrado em 4 pilares, o sucesso do grupo baseia-se em aspectos já conhecidos, mas que muitas vezes são desprezados. A liderança de Jack Ma, por exemplo, praticamente uma celebridade associada ao grupo, uma história bonita e sincera, um pensamento universal para inserir o produto no mercado e um raciocínio que vai muito além do lucro, são elementos que ajudam a formar toda estratégia de marca. Veja nos tópicos a seguir.

Líder carismático

Centralizado na figura de Jack Ma, o grupo tem em seu fundador uma espécie de celebridade empresarial. Dono de uma personalidade que se distancia muito da de profissionais da sua área, Ma tem uma história de vida inspiradora, que permite a ele ousar em suas aparições públicas e tomadas de decisões.
Certa vez, o CEO da Alibaba afirmou que aprendeu a falar inglês quando ia diariamente ao principal hotel de sua cidade para conversar com os turistas que ali estavam hospedados. Detalhe: O processo demorou nove anos e hoje o chinês fala fluentemente o idioma, assim como demonstra total intimidade com os costumes ocidentais.

Cultivar a história da marca

A origem da empresa é de 1999, em Hangzhou, na China, a partir do site Alibaba.com. Assim como seu fundador, a empresa também começou de baixo e foi crescendo ao longo dos anos. Inicialmente montada num quarto do apartamento de Jack Ma, o Alibaba.com tem hoje 80% do comércio online da China. O que era antes um serviço para conectar fornecedores chineses a varejistas, hoje tornou-se um comércio eletrônico de varejo com dimensões mundiais.

Pensar de maneira global desde a fundação

Quando Jack Ma preocupou-se em aprender inglês com os turistas do hotel de sua cidade, ele não estava fazendo aquilo por lazer ou por falta de outra atividade para se dedicar. O CEO do que hoje é um dos maiores grupos do mundo estava aproveitando a única oportunidade que a vida lhe dava para se aprofundar no idioma aceito universalmente.
Além disso, até mesmo na escolha do nome do grupo, Ma pensou de maneira global. Alibaba refere-se ao personagem de “Mil e uma noites”, uma obra universal, ou seja, conhecida em todas as partes. Assim, ele quebrou uma primeira barreira que empresas chinesas costumam enfrentar na expansão de seus negócios: a diferença cultural com os grandes mercados do ocidente.

Fazer dinheiro não é o bastante

Se seu foco é lucro e somente o lucro, então você tem muito o que aprender com Jack Ma. Isso porque ele costuma dizer em suas palestras o quanto é importante conectar pessoas. Sendo assim, toda a dinâmica do Alibaba é fundamentada nessa lógica. Conectando pessoas, é possível conhecer suas necessidades, aproximar-se delas e, como consequência disso, alcançar um grande mercado consumidor. Quer construir o branding de sua empresa? Estude o case do Alibaba, certamente será uma ótima referência.
E você, conhece o Alibaba? Comente aqui no post e fale sobre esse grupo que tanto cresce no mundo inteiro.

[grwebform url=”http://app.getresponse.com/view_webform.js?wid=8673101&u=PF3c” css=”on”/]