Insights Boxx

Novidades sobre o mercado, tendências e consumidores

maio
28

Os perigos por trás da Inteligência Artificial para as marcas

Postado em por Luciano Montelatto in Blog

A inteligência artificial é uma ótima ferramenta que as empresas hoje têm à disposição para armazenar dados, realizar cálculos, fazer mais negócios e conhecerem melhor seus clientes. Com esta tecnologia, os dispositivos digitais podem aprender de forma autônoma e criar padrões operacionais que permitem que a sua empresa se torne mais eficiente e lucrativa. Entretanto, com todo avanço tecnológico, também existem riscos, e a inteligência artificial mostrou não estar isenta disso.

Neste texto, falaremos um pouco mais sobre a inteligência artificial e os riscos que ela pode trazer para as marcas. Confira!

Armazenamento polêmico de dados de clientes

Recentemente, o Facebook foi colocado sob xeque a nível mundial, e o CEO e fundador da empresa, Mark Zuckerberg, teve de “se explicar” diante do Senado dos Estados Unidos. Os algoritmos da plataforma social passaram a armazenar simplesmente todos os dados de seus usuários, vendê-los e usá-los de forma indiscriminada. Quando se deu por conta, o Facebook estava influenciando diretamente no resultado de eleições nacionais.

Não foi a ideia de Zuckerberg ou qualquer diretor do Facebook realizar este uso dos dados, pois ele é condenável do ponto de vista ético e moral, entretanto, a inteligência artificial da plataforma estava, em outras palavras, “adquirindo vida própria” e guardando dados até mesmo de quem não é usuário da mídia social. Toda esta pressão internacional não fez nada bem para a empresa, que teve de pedir desculpas publicamente e alterar uma série de itens nos termos de uso.

Bots que aprendem com os usuários

Bots de empresas chinesas e até mesmo outros empreendimentos de inteligência artificial criados pela Microsoft também foram vítimas dos riscos e vulnerabilidades que esta tecnologia ainda pode sofrer. A proposta destes robôs virtuais era de conversar com usuários humanos e assim aprender com eles sobre o comportamento e sobre como ter um diálogo cada vez mais próximo do real.

Muitos dos usuários que interagiram com os Bots tinham a intenção de apenas sabotar a tecnologia, e por isso, usavam palavrões e ideias preconceituosas e racistas nos diálogos, e tudo isso foi aprendido pelos robôs de conversa, que passaram a reproduzir estas ideias. Como resultado disso, toda a tecnologia teve de ser revista e, em alguns lugares como o Brasil, estes bots foram desativados.

Um cuidado necessário para bons negócios

Inteligência Artificial nunca foi uma coisa ruim para as empresas, muito pelo contrário. Entretanto, essas tecnologias precisam de um acompanhamento regular de humanos, a fim de evitar o mau uso destes dispositivos, seja no cuidado com os dados de usuários, bem como na manutenção de um comportamento ético e moral.

Iniciativas como o bot de computação cognitiva da IBM, Watson, por exemplo, têm ajudado médicos a ser mais eficientes em seus diagnósticos. Por outro lado, chatbots podem ajudar a sua empresa a vender mais diminuindo o custo por negócio. A relação entre cliente e empresa pode se valer da Inteligência Artificial, contanto que este relacionamento seja baseado em confiança por ambas as partes.

Curta & Compartilhe:
Tags: bots / boxxbranding / branding / chatbot / chatbots / facebook / inteligência artificial / marcas
agencia branding

INSIGHTS BOXX

 

Assine nossa newsletter Insights Boxx e receba novidades por e-mail.

Obrigado por assinar nossa newsletter! Para começar receber nossas atualizações enviamos um email de confirmação, verifique em sua caixa de spam.